facebook twitter youtube

Acesse seu produto

 
 
 
     
 

Site do Cliente


Usuário

Senha

Esqueci minha senha

Informações de acesso

------------- ou -------------

CNPJ/CPF

Código de Acesso/Email

Informações de acesso


IOB Educação
Clique aqui e confira nossos treinamentos .

Atualize-se e capacite-se com os melhores profissionais das áreas contábil e financeira, tributária fiscal, trabalhista e jurídica.

Soluções Fiscais

Conheça as Soluções Fiscais da IOB Folhamatic, uma linha de produtos e serviços que garante conformidade e segurança no SPED.


Clique aqui e confira!
 
Líder em softwares de gestão de tesouraria para médias e grandes empresas.

Clique aqui e conheça!

 
CONTÁBIL Voltar
   
Envie essa notícia para um amigo.
 
Vendas mediante recebimento de cheque pós-datado (ou pré-datado) - Registro contábil

Publicado em 23/11/2004 08:14

Como não são valores dos quais a empresa vá dispor a qualquer tempo (mas, apenas, na data combinada), as importâncias recebidas na modalidade de cheque pós-datado (ou pré-datado) não devem ser classificadas no subgrupo do "Disponível" e sim em conta distinta do "Ativo Circulante", em que permanecerão até o efetivo recebimento.

 

Tratando-se de pagamentos feitos pela empresa com cheque pré-datado, o mais adequado é o registro em conta do Passivo Circulante, que melhor caracterizará a obrigação assumida.

 

Exemplo

 

Suponhamos que em 10.02.2004 uma empresa efetue venda de mercadorias a determinado cliente mediante recebimento de cheque pré-datado no valor de R$ 2.000,00 que, conforme acordado entre as partes, somente será depositado em 10.03.2004.

 

Neste caso, teríamos os seguintes registros contábeis:

 

I - Venda mediante cheque pré-datado a ser contabilizada em 10.02.2004

 

D - Cheques a Receber (Ativo Circulante)

C - Venda de Mercadorias no Mercado Interno (Resultado) 2.000,00

 

II - Depósito do cheque na data combinada (10.03.2004)

 

D - Bancos Conta Movimento (Ativo Circulante)

C - Cheques a Receber (Ativo Circulante) 2.000,00

 

Embora não exista previsão legal para o cheque pré-datado e, ainda, levando-se em conta ponderáveis opiniões no sentido de que ele não deve ser objeto de lançamento contábil (por ser figura estranha ao ordenamento jurídico), entendemos ser viável e necessário o registro desse tipo de operação, como forma de melhor demonstrar a situação patrimonial da empresa.

 

Trata-se de refletir uma realidade empresarial e de fazer com que, na Contabilidade, prevaleça a essência sobre a forma

   
 
 
  Voltar     Veja mais notícias
 
Informação Importante
SEFAZ PAULISTA DESCONTINUARÁ EMISSORES GRATUITOS DE NF-e e CT-e a partir de 2017
Conheça nosso
emissor de NF-e
Faça um teste Grátis
Cartilhas IOB
» Cartilha do Imposto
   de Renda 2016
» Cartilhas eSocial
» Cartilha da Emenda
   Constitucional 2015
» Cartilha da ECD
» Cartilha da ECF
» Substituição Tributária:
O que o contador precisa saber?
Agende uma visita
Quer receber uma visita comercial para conhecer nossos produtos e serviços?
 
ISSQN      
Legislação Municipal é com a IOB.
 
Newsletter
Receba diariamente em seu e-mail as notícias mais relevantes do meio regulatório.
         
 
 
© SAGE (BR) Limited