facebook twitter youtube

Acesse seu produto

 
 
 
     
 

Site do Cliente


Usuário

Senha

Esqueci minha senha

Informações de acesso

------------- ou -------------

CNPJ/CPF

Código de Acesso/Email

Informações de acesso


IOB Educação
Clique aqui e confira nossos treinamentos .

Atualize-se e capacite-se com os melhores profissionais das áreas contábil e financeira, tributária fiscal, trabalhista e jurídica.

Soluções Fiscais

Conheça as Soluções Fiscais da IOB Folhamatic, uma linha de produtos e serviços que garante conformidade e segurança no SPED.


Clique aqui e confira!
 
Líder em softwares de gestão de tesouraria para médias e grandes empresas.

Clique aqui e conheça!

 
CONTÁBIL Voltar
   
Envie essa notícia para um amigo.
 
Contabilidade - Bens totalmente depreciados - Permanência nos registros contábeis

Publicado em 13/10/2005 08:46

O simples fato de a depreciação acumulada de um bem do Ativo Imobilizado haver atingido 100% do custo do bem, corrigido monetariamente até 31.12.1995 (caso o bem tenha sido adquirido até essa data), não autoriza a sua baixa contábil, ainda que o bem tenha se tornado imprestável para a finalidade a que se destinava.

A baixa contábil só poderá ser efetuada quando o bem for baixado fisicamente, isto é, sair em definitivo do patrimônio da empresa. Enquanto isso não ocorrer, devem permanecer registrados na escrituração o custo de aquisição e a respectiva depreciação acumulada do bem, embora o seu valor contábil (custo corrigido menos depreciação acumulada) seja zero.

Lembra-se, ainda, que apesar de permanecerem registrados no Ativo Imobilizado, os bens cuja depreciação acumulada já tenha atingido 100% do seu custo de aquisição não devem mais ser objeto de cálculo de quotas de depreciação.

Normalmente, a baixa física de um bem do Ativo Imobilizado decorre da sua venda, ainda que como sucata, hipótese em que a nota fiscal de venda será o documento hábil a comprovar a baixa física e lastrear a baixa contábil. Estando o bem totalmente depreciado, todo o valor obtido na sua venda constitui ganho de capital tributável.

(Art. 305, § 3º, do RIR/1999 e PN CST nº 146/1975)

   
 
 
  Voltar     Veja mais notícias
 
Informação Importante
SEFAZ PAULISTA DESCONTINUARÁ EMISSORES GRATUITOS DE NF-e e CT-e a partir de 2017
Conheça nosso
emissor de NF-e
Faça um teste Grátis
Cartilhas IOB
» Cartilha do Imposto
   de Renda 2016
» Cartilhas eSocial
» Cartilha da Emenda
   Constitucional 2015
» Cartilha da ECD
» Cartilha da ECF
» Substituição Tributária:
O que o contador precisa saber?
Agende uma visita
Quer receber uma visita comercial para conhecer nossos produtos e serviços?
 
ISSQN      
Legislação Municipal é com a IOB.
 
Newsletter
Receba diariamente em seu e-mail as notícias mais relevantes do meio regulatório.
         
 
 
© SAGE (BR) Limited